(85) 99854.0990 / 99721.0193 / 99721.0269 / 99721.0316

Dicas de fast fashion para se dar bem no varejo de moda feminina

Você é do tamanho dos seus sonhos. Quem nunca ouviu isso? Essa máximo é eficiente na vida e nos negócios. Afinal, se você quer que o seu trabalho prospere, pense e aja como os grandes do seu segmento. Para tanto, vamos apresentar dicas de gestão de fast fashion totalmente acessíveis para quem atua na revenda de moda. Fique ligado e comece já a colocar em prática para sempre prosperar no seu negócio.

 

Pesquisa do Sebrae mostra que no Brasil há mais de 800 mil negócios de pequeno porte de varejo de moda.

 

“Estabelecer e investir em um nicho é uma forma de agregar valor no varejo de moda. Mas, antes, o empresário deve conhecer a fundo o gosto, o comportamento e o estilo do seu público-alvo”, ressalta a coordenadora nacional de Varejo da Moda do Sebrae, Wilsa Sette.

 

  1. Para se dar bem no varejo de moda, o empreendedor deve praticar a trinca de valor: preços competitivos, novidades e um pequeno estoque.

Todo empresário sempre busca vender tudo o que comprou. Para isso, é preciso observar bem seu nicho e oferecer peças que vendam rapidamente. Para a coordenadora do Sebrae, “ ao oferecer o que está na moda, é preciso ter muito cuidado com peças parecidas com as de grife. Verifique sempre os registros de produtos, marcas e modelos para não ter problemas legais”.

 

  1. Faça pesquisas de opinião para saber o que seus clientes procuram.

Essas respostas vão lhe ajudar a definir requisitos para os próximos investimentos. No ato da compra, registre informações os produtos com mais saída: modelagem, cores, temas das estampas, medidas, tecidos.

 

  1. Opte por fornecedores que tenham agilidade no feedback

Nunca pense que tirar tempo para pesquisar e conhecer a fundo seu fornecedor é zelo em excesso. Afinal, a matéria-prima do seu trabalho será o trabalho dele. Se a peça chega com atrase causa desconfiança da cliente em você. Assim, a sintonia entre o revendedor e o fornecedor deve ser perfeita. Tenha a garantia de que o seu fornecedor é presente e ágil no retorno de dúvidas e reclamações. Outro fator importante a ser observado é a capacidade dele de entregar os produtos com variedade de estilos e alta qualidade, em bom tempo, com preço de logística justo. Afinal, isso tudo será convertido na satisfação do seu cliente com a peça e o valor dela.

 

  1. Ofereça serviços diferenciados, que vão além das roupas

Quer garantir a melhor experiência de compra para o seu cliente e fidelizá-lo? Além da excelência no produto e atendimento, faça questão de mimá-lo. Cartão-fidelidade, vale-desconto, mimos.

 

  1. Presença online é fundamental, assim como boa reputação

Aproximadamente 90% das pessoas antes de fazer uma escolha importante consultam páginas online de pesquisa. Além de conferir informações sobre o produtos, elas também ficam atentam quanto à avaliação das empresas. Por tanto, esteja e se mantenha online. Com páginas personalizadas, atualizadas, fotos bem feitas, com alta resolução. Tudo isso é para conquistar a atenção do cliente. Aproveite para fazer promoções (de acordo com as normas da Caixa Econômica Federal) e oferte prêmios ligados à moda (dia de beleza, renovar visual no salão). “Um total de 44% das pessoas que compram pela primeira vez em uma loja, por conta de uma promoção, tornam-se fieis à marca” registra Wilsa Sette do Sebrae .

 

Revender moda é um ótimo negócio que, para prosperar depende muito das escolhas do seu empreendedor. Cercar-se de decisão feitas por grandes do varejo com certeza vão inspirá-lo a gestar melhor a sua empresa. Independente do seu tamanho, quantidade do estoque, tenha em mente e especialmente em ações: para ser grande, aja como tal. Claro, com prudência e arrojo. Nós da Madama queremos o seu crescimento profissional. Faça parte da nossa equipe. Acesse Madama e seja mais um revendedor feliz!

Sem comentários
Deixe um Comentário: